Luiz Henrique Schwanke (Joinville, Santa Catarina, 1951-1992). Pintor, desenhista, escultor, ator, dramaturgo, cenógrafo e publicitário. Foi autodidata em desenho, pintura e escultura.

Por meio de desenhos, pinturas, esculturas e instalações, Schwanke desenvolveu uma constante reflexão sobre o lugar da arte no mundo contemporâneo. Ele articula procedimentos característicos da pop art, do conceitualismo e do minimalismo, tais como a citação de obras paradigmáticas na história da arte e a apropriação e criação em série de imagens e objetos industrializados. Também o interesse pela dicotomia entre claro e escuro, com inspiração nas obras do pintor italiano Michelangelo Caravaggio, e pelo papel da luz na delineação de objetos são questões que perpassam sua trajetória.

Entre 1985 e 1987, desenvolve a sequência de perfis Linguarudos, centenas de variações de um mesmo perfil masculino enraivecido, com a língua e dentes à mostra, gritando ou vomitando. Alguns são feitos sobre páginas de jornal ou folhas de livros contábeis. Os traços e as pinceladas são explicitamente gestuais, como se não houvesse intermediação entre o impulso que os gerou e a imagem final.

Em 1989, apresenta trabalhos tridimensionais e seriados apresentados no Museu de Arte de Joinville, sendo que alguns são instalados em espaços públicos. Participa da 21ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1991, com o projeto Cubo de Luz, escultura feita com um imenso feixe luminoso. Em 2003, é fundado o Instituto Luiz Henrique Schwanke, em Joinville.

ler mais >

 

Sem título, déc 1980

Óleo sobre tela

121 x 88 cm

Sem Título, 1985

Óleo sobre tela

81,5 x 135,5 cm

Sem Título, déc. 1980

Óleo sobre tela

72 x 52 cm

Sem Título, déc. 1980

Vinil sobre cartão

78,5 x 114 cm

Mancúspia, 1982

Guache sobre papel

50 x 70 cm

Sem Título, 1982

Vinil sobre cartão

75,5 x 113 cm

Sem título, déc. 1980

Pintura sobre papel de jornal, díptico

240 x 136 cm (114 x 136 cm cada)

Sem Título, 1979

Decalcomania sobre papel

90 x 70 cm

Sem Título, 1979

Decalcomania sobre papel

90 x 70 cm

Sem Título, 1979

Decalcomania sobre papel

90 x 70 cm

Imagens

Biografia

 
2003
Criação do Instituto Luiz Henrique Schwanke com 208 associados fundadores, em Joinville, Santa Catarina, Brasil
1992
Faleceu em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil
1951
Nasceu em Joinville, Santa Catarina, Brasil
 
Exposições Individuais
2019
A expressão reta não sonha: os devaneios de Schwanke, Instituto Juarez Machado, Joinville, Santa Catarina, Brasil
2018
Luiz Schwanke: Plasticamente outra coisa, SIM Galeria, São Paulo, Brasil
2011
Perfis e Perfis: entre Apolo e Dionísio, Casa da Cultura – Joinville e Museu de Arte de Blumenau
2009
Apropriação, Transformação e Resignificação, Museu Weg, Jaraguá do Sul, Brasil
2007
Schwanke, Transformação e Inversão - SESC – SC (Itinerância em SC 2007 a 2011), Brasil
2004
Schwanke: Parcours Artistique – por Nadja de Carvalho Lamas, durante o evento Culture au Brésil:Developpement, Acteurs et Perspectives Embaixada do Brasil em Paris
Revisitation “de” et “dans” l’œuvre de Luiz Henrique Schwanke: entrecroisement éthique et esthétique, no Seminaire doctoral, Université Paris 1 – Sorbonne Phantéon
2001
Schwanke, Museu Metropolitano, MUMA, Fundação Cultural de Curitiba, Brasil
Dois Momentos..., 150 Anos de Joinville, Cidadela Cultural Antarctica, Joinville, Brasil
1998
6o Salão Nacional Victor Meirelles, Sala Especial, Museu de Arte de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil
1996
O Universo Poético de Schwanke, Pinacoteca de Artes Visuais da UFRGS, Porto Alegre, Brasil
1994
Vida Schwanke Vivo, Museu de Arte de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil
1991
RIOARTE Instituto Municipal de Arte e Cultura – Exposição ao ar livre, Praia do Botafogo, Rio de Janeiro, Brasil
1990
Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro, Brasil
1987
Galeria Arco Arte Contemporânea – São Paulo, Brasil
1986
Sala Miguel Bakun, Secretaria da Cultura, Curitiba, Brasil
1984
Pinturas e Desenho, Caixa de Criação Galeria de Arte, Curitiba, Brasil
1980
Galeria Sérgio Milliet, “A Casa Tomada de Júlio Cortázar”: Desenhos de 1978 a 1980, Rio de Janeiro, Brasil
1975
Galeria Acaica – Curitiba – PR; Galeria Studio A-2, Florianópolis, Brasil
1972
Museu de Arte de Santa Catarina – Florianópolis, Brasil
 
Exposições Coletivas
2019
A parte maldita: um esboço, SIM Galeria, São Paulo, Brasil
2013
11a Semana Nacional de Museus – Exposição Schwanke Hibrido no Museu de Arte de Joinville – Cidadela Cultural Antarctica; Bienal de Curitiba – MUMA
2012
10a Semana Nacional de Museus – Exposição na Câmara de Vereadores de Joinville e homenagem de outorga de título de cidadão benemérito (in memoriam) a Luiz Henrique Schwanke, proposto pelo vereador James Schroeder. Exposição da obra Cobra Coral no jardim d
2011
Perfis e Perfis: entre Apolo e Dionísio, Casa da Cultura – Joinville e Museu de Arte de Blumenau, Brasil
Os Encontros de Arte Moderna, os Conceitualismos no Paraná – Museu de Arte Contemporânea de Curitiba, Brasil
“Desejo de Salão” Retrospectiva do Salão Paranaense – MON – Museu Oscar Niemeyer – Curitiba, Brasil
2010
Arte brasileira nos acervos de Curitiba – um percurso junto aos museus da FCC , Museu da Gravura Cidade de Curitiba, Brasil
O Estado da Arte - 40 Anos de arte contemporânea no Paraná (1970 – 2010), Museu Oscar Niemeyer – MON, Curitiba, Brasil
2007
Exposição “80/90 Modernos, Pós-modernos etc”, Instituto Tomie Ohtake , São Paulo, Brasil
“Anos 70 Arte como Questão”, Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil
2005
Projeto Schwanke 2005 Perspectiva das Artes Plásticas em Santa Catarina – Centro Cultural de Jaraguá do Sul – SCAR, Brasil
Dor, Forma, Beleza - Estação Pinacoteca – São Paulo, Brasil
2003
Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil
2002
1o Salão de Arte Contemporânea Luiz Henrique Schwanke ,Sala Especial, Sociedade Cultural e Artística de Jaraguá do Sul, Santa Catarina, Brasil
1994
Bienal Brasil Século XX, Fundação Bienal de São Paulo, Parque Ibirapuera, São Paulo, Brasil
1992
Prós & Contras Coletiva Harry Laus 70 Anos, Fundação Cultural Prometheus Libertus, Florianópolis, Brasil
1991
Panorama da Arte Atual Brasileira/91-Tridimensional – Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil
BR/80 Pintura Brasil Década 80, Casa de Cultura Mário Quintana, Porto Alegre, Brasil
21a Bienal Internacional de São Paulo, Parque Ibirapuera, São Paulo, Brasil
2a Bienal Internacional de Esculturas Efêmeras, Parque Ecológico de Cocó, Fortaleza, Brasil
1990
20a Coletiva de Artistas de Joinville, Brasil
1989
Exposição Pára-Raios, Cada Cabeça uma Sentença, Curitiba, Brasil
1988
10o Salão Nacional de Artes Plásticas, Prêmio Aquisição, Funarte, Rio de Janeiro, Brasil
6o Salão Paulista de Arte Contemporânea, Pavilhão da Bienal de São Paulo, Brasil
1987
O Ritual exposição coletiva de têmpera sobre tela, Piccolo Spazio-Arte e Objeto, Galeria de Arte Álvaro Conde, Vitória, Brasil
1986
O Planeta saúda o Cometa, Arte Galeria, Fortaleza, Brasil
6 Pintores Contemporâneos do Paraná, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Brasil
43o Salão Paranaense, Sala Especial dos Paranaenses mais Premiados, Museu de Arte Contemporânea do Paraná, Curitiba, Brasil
1985
8o Salão Nacional de Artes Plásticas, Funarte, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, Brasil
1984
Panorama da Arte Atual Brasileira Sobre Papel, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil
1980
Coletiva de Artistas Paranaenses, Ohio, EUA
1979
2o Salão Nacional de Artes Plásticas, Funarte, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Brasil
1975
Instinto e Criatividade Popular, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil
 
Premiações
2002
Medalha do Mérito Cultural Cruz e Souza, Governo do Estado de Santa Catarina
1986
Prêmio aquisição, 9o Salão Nacional de Artes Plásticas, Funarte, Palácio da Cultura, Rio de Janeiro, Brasil
1985
Prêmio Aquisição, 38o Salão de Artes de Pernambuco, Museu do Estado, Recife, Brasil
1981
Prêmio Especial “Adail Bento Costa”, 5o Salão de Arte de Pelotas, Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul, Brasil
1980
Prêmio Telepar, 37o Salão Paranaense, Secretaria de Estado da Cultura, Curitiba, Brasil
1979
1a Mostra do Desenho Brasileiro, Prêmio Aquisição, Secretaria de Estado da Cultura e do Esporte, Curitiba, Brasil
Prêmio Aristisdes Merhy Filho
1977
Prêmio Banestado no 34o Salão Paranaense, Curitiba, Brasil
1976
Vencedor do Concurso de escultura para o Parque Industrial da Fundição Tupy - Joinville
1972
Vencedor do Concurso para painel do Museu Arqueológico do Sambaqui – Joinville, Brasil
 
Coleções
Museu de Arte de Santa Catarina – MASC
Museu de Arte Contemporânea do Paraná
Museu de Arte de Goiânia
Museu de Arte do Rio Grande do Sul - MARGS
Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM SP
Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM RJ
 
Publicações
2011
Livro Schwanke: Rastros, Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais – Belo Horizonte, Brasil
2010
Percurso do Círculo – Schwanke: séries, múltiplos e reflexões. Livro editado pela Contraponto de Florianópolis - Lançamento Florianópolis/São Paulo/ Joinville.
2008
Curta-documentário “À Luz de Schwanke” – Prêmio Cinemateca Catarinense em 2007, direção de Ivaldo Brasil e Maurício Venturi. Produção: Contraponto.
2001
Livro “ Bienal 50 Anos”, Fundação Bienal de São Paulo, Brasil
1995
Livro 50 Anos do Salão Paranaense de Belas Artes, Curitiba, Brasil

São Paulo

rua sarandi 113a jardins
01414-010 são paulo sp

+55 11 3062-8980

segunda a sábado, 10h às 16h
aberto com hora marcada

Para agendar uma visita, clique aqui.



Curitiba

alameda dom pedro II 155 batel
80420-060 curitiba pr

+55 41 3232-2315

segunda a sexta, 10h às 16h
aberto com hora marcada

Para agendar uma visita, clique aqui.




Simões de Assis - Todos os direitos reservados 2020